ECO DE UM GRITO

Foi só o presidente da APCDEC, Edilson Alves colocar a boca no trombone sobre o andamento dos trabalhos no PV, aí acordou todo mundo. Isso aconteceu ao final da manhã, quando nenhum secretário estava no PV, nem engenheiro, nem administrador e os trabalhadores estavam desmontando ainda, a estrutura provisória da Imprensa. Como o grito de Edilson ecoou na cidade, já ao final da tarde, os trabalhos ganharam novo impulso e o secretário Estevão Romcy coordenava a equipe de trabalho no PV. Pela mudança ocorrida do dia para a noite, parece que vai dar certo e o PV será enfim, liberado. Na foto acima, Edilson Alves apresenta a pauta de reivindicações e alterações no setor de Imprensa, ao presidente da FCF, Dr.Mauro Carmélio.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.