RÁDIO. As FMs preparam-se para AMzar-se

POSTADO: SEXTA-FEIRA, 10 DE AGOSTO DE 2012

POR NONATO ALBUQUERQUE – nonato.albuquerque@gmail.com

O velho grito de gol, que tempera as transmissões radiofônicas esportivas, deixou de ser exclusividade das emissoras AMs. Aos poucos, ele vai se consolidando na frequência modulada. Aliás, as FMs – pelo menos no Ceará – estão cada vez mais espelhando-se no formato das suas antecessoras de amplitude modulada e agregando à sua grade programacional, produtos dessa outra faixa. O futebol, por exemplo.

A adesão à programação esportiva é uma realidade. Já são três as emissoras que falam de esportes e algumas chegam mesmo a transmitir partidas de futebol.

A FM 91.3 transmite jogos e tem programa de 20 as 22 horas. A FM 100,9 também faz tem equipe esportiva falando dos estádios e realiza programa de 22 às 23 horas. Já a FM 90,7, emissora pertencente ao Sindiônibus, tem um programa de esportes, no final do expediente comercial, e faz transmissões quando tem bola rolando.

Afora tudo isso, é comum ouvir-se apresentadores de outras FMs com todas as características dos disc-jóckeys de AM, de 20 ou 30 anos atrás, numa clara evidência de que, a maioria das FMs não encontrou um modelo próprio para subsistência. E passaram a viver dependentes do modelo das AMs.

FONTE: http://gentedemidia.blogspot.com.br/2012/08/radio-as-fms-se-preparam-para-amzar-se.html